Please reload

18 Jul 2017

limites de areia e mar

recorrentes paisagens à beira

móveis e sinuosas

reiteram sombras em refluxo

e recomeçam

sempre

um quociente de intensidade - líquido e tão sólido

suspende e impacta o que lá estava

escorre

libidinal e efêmero sobre o continente

o que emerge da arrebentantação?

o que permanece e se cria nesse átimo perceptivo?

cada concha, cada pequeno graveto e folha

gastos pelo tempo, pelo sal e metal

encontra uma nova cartografia

aquarela terrosa cintila no horizonte líquido

limiar de nutrição e abuso

o rio conta ao mar a sua sorte

galhos resilientes amanhecem suspensos nas falésias

testemunham os contornos da costa

polida pelo movimento curvo

cortante e inflamável da memória

Todos se alimentam desse rio-mar. O extenso leito, há décadas intoxicado pela ganância e ignorância de práticas abusivas, hoje desafia e desconcerta com sua força de resistência e criação.  A vila de Regência, alheia ao lucro trimestral de 7,9 bilhões de reais1, paga o ônus do maior crime ambiental da história. Os bancos áridos...

Please reload

June 4, 2017

June 3, 2017

Please reload

Posts Recentes
Tags
Arquivo
Please reload

DIÁRIO

Saiba mais em 
PROJETO